E-commerce: como escolher a loja virtual ideal para o seu negócio

Por onde começar…?

e-commerce-cestaPensando em montar um e-commerce? Entretanto ainda tem dúvidas de como funciona? Este artigo irá tirar todas suas dúvidas. Confira nossas dicas e soluções para a melhor escolha para sua loja virtual.

O comércio eletrônico, é responsável por movimentar uma grande parte da economia de varejo nacional. De acordo com dados revelados pela Associação Brasileira de Comércio Eletrônico – ABComm, o setor de e-commerce já teve um crescimento de 12% em 2017. A previsão para 2018 é de um crescimento de 15%, prevendo um faturamento de 69 bilhões de reais. Ultrapassando a marca do ano anterior.

Se você chegou até aqui, certamente já conhece as oportunidades do setor e planeja investir nele. Seja o seu ramo de negócio B2B ou B2C, de pequeno ou grande porte, começando do zero ou bem estabelecido. O e-commerce portanto é o caminho certo a seguir. Com potencial para atrair mais clientes para sua loja física e aumentar o número de vendas para quem está longe.

Durante o processo de expansão para o mundo virtual é normal que algumas dúvidas apareçam. Estamos aqui para ajudar. A primeira questão que costuma afligir os empreendedores de primeira viagem diz respeito a escolha da loja virtual.

“Como escolher a loja virtual ideal?”

Para responder esta pergunta você deve ter em mente o que espera que a plataforma escolhida faça pelo seu negócio. Separamos alguns recursos básicos que toda plataforma virtual deveria oferecer a seus clientes, mas nem todas oferecem. Portanto fique de olho nessas dicas antes de fechar com qualquer uma delas:

  1. Fácil Gerenciamento

A plataforma deve ser intuitiva, sobretudo você deve ter autonomia para incluir, editar, excluir, alterar formas de pagamento, responder comentários e e-mails, gerenciar estoque e carrinhos de compra mesmo sem ter um “doutorado” na área.

Administrar o seu e-commerce deve ser uma tarefa relativamente fácil para você. Ainda que haja um setor dentro da sua empresa responsável por isso.

Antes de optar por determinada plataforma, faça uma pesquisa em canais de busca ou no site da própria plataforma. Eles costumam divulgar depoimentos de clientes. Entre em contato e se informe. Peça um acesso teste ou demonstração e tenha do seu lado alguém que entenda sobre plataformas de comércio eletrônico.

Qualquer empresa honesta certamente será transparente quanto aos serviços que presta. Se a proposta for muito abstrata e pouco concreta desconfie.

  1. Otimização para mecanismos de busca (SEO) no seu e-commerce

seo-e-commerceImagine que você acaba de inaugurar uma loja física em Manaus. Você espalha a novidade entre os amigos e diz “aparece lá”. Se você não der o endereço certo do local vai ser difícil alguém aparecer para visitar, da mesma forma, algumas vezes, até mesmo com o endereço em mãos é preciso da ajuda do GPS para encontrar o caminho que conduz até a sua loja.

A otimização do site é o GPS que leva o público até o seu comércio virtual. Sua loja precisa ser indexada pelo Google para que seja rastreada e apareça no mecanismo de pesquisa. Se o Google ou Bing não sabem que você existe, eles não vão te indicar para quem está pesquisando.

A plataforma ideal deve oferecer meios para um bom posicionamento nos resultados de pesquisa.

Vale a pena ressaltar que de acordo com a ABComm, 52% das compras dos pedidos realizados pelo comércio eletrônico tem origem no Google, sendo este ainda o principal motivador de compras online.

  1. Site responsivo

As pessoas estão cada vez mais deixando de acessar exclusivamente notebooks e desktops para suas atividades virtuais e se conectando através de outros aparelhos como celulares e tablets. Por este motivo é preciso que o cliente seja capaz de abrir a sua loja através de qualquer equipamento.

A responsividade oferecida pela plataforma não deve ser oferecida apenas ao consumidor, mas também ao administrador da loja. É importante que você, antes de mais nada, também seja capaz de gerenciar o seu e-commerce através do seu celular.

Tenha em mente que o comércio eletrônico não fecha as portas em horário comercial. Muitos dos consumidores costumam se conectar a noite depois do trabalho ou durante madrugadas insones.

Digamos que aconteça algum problema durante a experiência de compra do cliente e ele precise de um suporte rápido. Se você tiver acesso ao painel de controle da loja através do seu celular pode responder a solicitação do cliente em poucos segundos, de qualquer lugar.

  1. Integração

Certamente existem dois tipos de integração que você deve ficar de olho na plataforma virtual ideal para o seu negócio: integração com redes sociais e integração com marketplaces.

Não dá para pensar em vendas online sem pensar, ao mesmo tempo, em redes sociais. Pois as pessoas que compram online possuem identidade e vida social virtual.

A geração pós millennial nem utiliza e-mail, a princípio eles só possuem endereço eletrônico porque ainda é um requisito necessário para cadastro em jogos e redes sociais.

Portanto na cabeça deste público se o seu comércio não possui uma página no Facebook, um perfil no Instagram ou uma conta de whatsapp ele não é levado a sério. Por este motivo o Facebook tende a aumentar em até 3x.

o fluxo de vendas do comércio varejista integrado a rede.

Tanto o Whatsapp como o Instagram já oferecem perfis de usuários para negócios. O whatsapp em breve vai disponibilizar a configuração de fechamento de compra através do aplicativo no celular.

A plataforma ideal deve oferecer a integração da sua loja com sua página do Facebook, disponibilizando os produtos para compra através da rede.

Outro veículo extremamente importante para a divulgação do seu produto são os marketplaces. Estes grandes portais de vendas já possuem público fiel e segmentado. Se a sua plataforma dispõe de integração com grandes marketplaces nacionais, a visibilidade do seu negócio aumenta pois alcança o público alvo destes portais.

  1. Customização do site

digital-e-commerceA identidade visual da marca é de suma importância na construção do seu e-commerce. Ele precisa ter a sua cara e refletir os desejos do seu público -alvo. A aparência da sua loja deve ser atrativa para que a experiência do consumidor seja boa e desperte nele o desejo de voltar a comprar.

Busque uma plataforma que seja customizável.

Ela oferece criação de páginas? Este é um ponto crucial a ser considerado. Se você já possui um site e quer agregar a loja ao site existente deve procurar saber se a sua plataforma possui integração ao servidor do site. Se você não possui um site e pretende desenvolvê-lo à partir da plataforma da loja ela deve ser capaz de oferecer a criação de páginas.

  1. Suporte técnico

Espantosamente, este critério quase nunca é analisado durante a aquisição de serviços online. Isso acontece porque o cliente pressupõe que algum tipo de assistência será fornecida. É um erro fazer suposições quando o assunto é dinheiro. Aliás, se você costuma tomar decisões baseadas em pressupostos, talvez o ramo de comércio não seja o ideal para você… Cada decisão deve ser apoiada em fatos conhecidos ou comportamentos observáveis.

No caso das plataformas online, muitas vezes a assistência técnica é prestada através de “abertura de chamados”. O chamado consiste em criar uma notificação no sistema para que um atendente entre em contato em até 24 horas. Este método pode ser efetivo para situações que não requerem uma resolução urgente, mas não substitui a necessidade de suporte via CHAT onde sua dúvida pode ser sanada em tempo real.

Outras funcionalidades

As funcionalidades mencionadas acima são essenciais para o desenvolvimento de qualquer loja. Agora vamos listar aquelas com as quais o e-commerce pode até funcionar, mas se implementadas podem poupar o seu tempo e agilizar o processo de vendas.

Gestão de Produtos e pagamentos

  • Álbum de fotos

foto-produtoApesar da experiência ser online, decerto o consumidor deseja reunir o máximo de informações sobre o produto que está levando antes de fechar a compra. Um álbum de fotos detalhadas sobre cada item é essencial. Procure saber se a plataforma oferece ferramenta de zoom nas fotos. Sobretudo todas as grandes lojas e marcas já oferecem esse diferencial.

  • Venda complementar

É uma maneira de oferecer um outro produto que seu cliente pode estar precisando, posteriormente fechando uma compra ainda maior do que a que ele pretendia quando entrou no site. Se você vende cartuchos para impressora que tal oferecer também papel A4 ou para impressão fotográfica? É provável que o cliente acabe levando o item sugerido se houver alguma vantagem financeira envolvida.

  • Aviso de chegada

chat-produtoA cliente entrou no seu e-commerce procurando um determinado livro do autor que ela gosta. Você não possui em estoque. Ao invés de receber apenas o resultado negativo para a pesquisa ela recebe uma mensagem perguntando se gostaria de ser avisada quando o produto estiver disponível. Uma simples ação que eleva a experiência do cliente a um nível mais pessoal. Ah, e por favor… certifique-se de que o recurso oferecido pela plataforma também seja capaz de responder quando o produto estiver de fato de volta ao estoque.

  • Carrinho gerenciável

O cliente pode visualizar e editar os itens do carrinho fechando a compra apenas quando tiver certeza de que incluiu o que realmente precisava. É melhor que ele tenha autonomia para incluir ou excluir itens antes da compra finalizada do que você ter a dor de cabeça de cancelar ou estornar algum item.

  • Simulador de frete e parcelamento

Transparência é sinal de que o seu comércio certamente, é um negócio confiável. Para o consumidor é importante saber exatamente quanto vai pagar pelo produto no preço final. As maiores reclamações no site Reclame Aqui sobre e-commerce dizem respeito a falta de transparência quanto ao valor do frete durante a finalização da compra. O simulador de parcelamento deve sempre exibir a diferença que o cliente vai estar pagando com juros.

  • Gateway

A plataforma é responsável em prover um ambiente de pagamento 100% seguro para o consumidor. Procure saber qual o melhor e se ele se aplica a plataforma escolhida.

  • Relatórios de venda e visitação

Esta funcionalidade é importante para ter uma raio x do seu e-commerce. Através dos relatórios você, sobretudo, entende qual produto teve a maior taxa de abandono no carrinho ou qual atrai a maioria dos cliques. Através de qual veículo os clientes têm chegado ao seu site? Pesquisa do Google? Facebook? Instagram? Algumas plataformas oferecem integração ao Google Analytics, o que é um grande diferencial.

Com toda a certeza, agora de posse de todas essas informações fica mais fácil de ter certeza sobre como escolher a loja ideal para o seu negócio. Peça para conversar com um consultor e faça uma checagem rápida se a plataforma possui cada um dos itens listados neste artigo.

Entretanto caso ainda tenha restado alguma dúvida existem outras três outras observações que podem ajudar:

Pesquise os cases de sucesso da plataforma

Entre em contato para obter informações mais específicas. Peça para falar com o setor responsável, em seguida diga que está pensando em abrir uma loja virtual e gostaria de saber o nível de satisfação da empresa com a plataforma.

Descubra se eles possuem alguma premiação ou selo de qualidade. Essa parte é fácil, pois costuma ficar em exibição no site oficial da empresa.

Pesquise sobre a plataforma

Faça uma pesquisa rápida no Reclame Aqui para descobrir se existe disputa entre a plataforma e algum cliente insatisfeito. Neste ponto, a reclamação existir nem é indício de que a empresa seja uma cilada decerto toda organização gerenciada por humanos acaba eventualmente cometendo um ou outro erro.

O que você precisa levar em consideração aqui é a incidência de queixas e contudo, o comportamento da empresa em relação a elas: os problemas foram solucionados? As queixas foram respondidas? O cliente ficou satisfeito com a solução apresentada?

Pesquise no Gartner

Por último, o instituto de pesquisa Gartner costuma fazer uma análise anual de vários setores do comércio, por certo,  o e-commerce. Procure saber se a plataforma escolhida se enquadra aos critérios do instituto.

Em resumo gerir uma loja online consome tempo e dedicação. Então se você precisa da loja aberta, não tem tempo para acompanhar o negócio de perto não dispõe de uma equipe para gerenciar o setor, a Ótimo Negócio faz isso por você. Para maiores informações clique aqui.

Esperamos que tenham gostado do nosso artigo. Escreva para a gente contando sobre a sua experiência com a escolha da sua loja virtual, ou se preferir, deixe um comentário. Se gostou do artigo compartilhe em suas redes sociais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *